125x125 Ads

Viagens

1 comentários

"Lutar com as palavras é a luta mais vã. Entretanto lutamos, mal rompe a manhã" (Drummond)

Certas vezes, ao pensar na palavra - essa pedra no meio do caminho ou degrau de nossa expressão - em sua forma morfológica, acredito que ela pode ser ressignificada continuamente. Pensar nas vezes em que disse "adeus", nesses últimos tempos e nos que ainda direi, fez-me acreditar que a palavra pode, às vezes, expressar perfeitamente o que sua forma morfológica significa. Coisa estranha essa de ficar teorizando nossa argumentação, por mais que sejam só devaneios de alguém que precisa começar a consertar o mundo e não sabe por onde começar...

A - prefixo de negação, supressão, falta, como em anarquia (falta de governo), anestesia (ausência da sensibilidade).

E por que não seria A-DEUS a negação de Deus, a negação do que é supremo? A-deus é a não onipresença entre dois ou mais corpos. Dizer a-deus é deixar de ser onisciente sobre o que o outro faz, nem que seja pelos segundos que está com a gente. Dizer a-deus é deixar de ser onipotente sobre o outro, ou pelo menos de poder achar que é.

Mais informações »
 

Copyright © 2010 • ::: salto baixo • Design by Dzignine