Mais uma de trajeto

Morrendo de sono, entrei no ônibus. Poltrona do corredor, um saco, como sempre.
Mas dessa vez quem dividiria comigo algumas horas era um velhinho simpático, um pouco careca, com uns fios grisalhos, de óculos. Praticamente meu avô.
Pensei: Enfim, vou dormir um pouco.
Sentei, cumprimentei e ele já veio me perguntando para onde eu ia e de onde vinha.
Respondi, mas não dei trela. Até porque meu olho começava a fechar.
Nisso, ele passa a mão no celular e liga.
- Alô (uma voz feminina, dava para ouvir tudo claramente)
- Estou saindo daqui agora.
- Ah, que bom. (e mais que depressa) Quem está do seu lado?
- (um grunhido)
- Ahn? Quem? É homem ou mulher?
- (entre os dentes) Mulher.
- Ahhhh, é bom você se cuidar!
- (dentes cerrados) O que, estou com sono, já vou dormir...
- Aham, sei. Te conheço!
- To saindo.
- Te amo.
- Também.

Pensa que dormi?

0 comentários:

 

Copyright © 2010 • ::: salto baixo • Design by Dzignine