Perdendo a personalidade

“- Nada menos de duas almas. Cada criatura humana traz duas almas consigo: uma que olha de dentro para fora, outra que olha de fora para dentro... A alma exterior pode ser um espírito, um fluído, um homem, muitos homens, um objeto, uma operação”

(Machado de Assis)

Para mim, as situações abaixo são mais comuns do que se imagina...

- Eu já não te conheço?
- Acho que não.
- Então acho que te confundi com outra pessoa...

- Nossa, tenho uma prima/irmã/conhecida/vizinha/aluna que é a sua cara!
- Ah, é? Hum, legal.

- Você não é neta do João Lacerda?
- Nunca ouvi falar.
-Mas é tão parecida com ele...

(ao telefone)
- Alô...
- Camila/Sandra/Berenice!
- É a Tatiana.
- Desculpa, confundi.A sua voz é igual a dela!

- É você ou sua irmã??


É por isso que, com certa freqüência, eu paro diante do espelho e digo de uma forma bem articulada:
-Você é Tatiana Lazzarotto, não deixe nada te fazer acreditar no contrário.

0 comentários:

 

Copyright © 2010 • ::: salto baixo • Design by Dzignine