Zéu e Laia

Defina em uma palavra Zéu e Laia: desembestados. Desembestam-se a correr com os ponteiros, desembestados a estudar, viver, gozar, tragar, sorver, comer, sair, voltar, andar e nadar. Nadar, nadar, nadar e nadar. Até morrer na praia.
Quem dera fosse praia. É um pedaço de chão que congela e depois ferve, alternadamente, que alguns insistem em chamar de terra. Zéu e Laia não são dali, mas insistem. Porque é mais barato, é cômodo. É fácil, sobretudo.
Laia e Zéu perderam o trem uma vez e agora sabe Deus quando ele passa de novo. Aí eles continuam existir na terra que ninguém mais escolheu voluntariamente como morada. Eles existem não existindo. Não firmam nada, Zéu e Laia têm sonhos de pó e casas desmontáveis. Laia e Zéu não trazem mais nada para casa, porque quanto menos peso mais fácil será pegar o trem, que passa rápido.
Mas o trem não passa. E eles não escrevem ao maquinista. Aí o maquinista nem sabe que eles querem pegar o trem, mas Zéu e Laia, ainda sim, esperam.
Laia e Zéu têm a bagagem certa para ir, nem grande nem pequena demais. Eles têm a roupa certa para viajar, o dinheiro contado, uma caravana de alegorias montada para vestir quando chegarem do lado de lá. Mas o trem desesperadamente não passa.
Desembestadamente, Zéu e Laia correm em círculos, caçando qualquer parte da terra ainda não habitada. É preciso viver enquanto se espera. É preciso esperar, enquanto se vive.

O final de Zéu e Laia você decide. Mas eu sei, não. Eu tenho certeza de que eles não vão seguir seu conselho.

Comentários

Adoro essa música e quero ir embora, dar fora, mas quero que vc venha comigo.
Nandu disse…
Realmente ninguém está entendendo nada do que a gente diz....
Simplesmente A-D-O-R-E-I
A musica do final foi p matar a pau....afinal qdo eu chego em ksa nada me consola...eu vou tocar fogo nesse apartamento pq no fundo o que eu quero é correr mundo, correr perigo (queremos)
Adorei de verdade Tati
Zéu e Laia doidos pra irem embora, querem tocar fogo e dividir cotidiano. Qualquer um, em qualquer lugar, desde que Laia vá com Zéu, todo dia.
Michele Matos disse…
E eles não devem mesmo escrever ao maquinista, o trem vai passar, tem a hora certa dele passar.
=***
Finito Carneiro disse…
O presidente de Honduras se chama "Manuel Zeu e Laia".
Quem vive da esperança não perde por esperar. :)
Anônimo disse…
conselho: va-za.
Tumtumpáié disse…
Ia fazer a mesma piadinha infame do Finito, "Zelaia" hahaha
O texto é mto significativo pra mim também, Tati. Vc sabe... :S

Postagens mais visitadas