Paradoxo da mulher moderna


É quando você decide comprar um pacote de tratamento estético para eliminar a barriga porque o site de compras coletivas está com uma promoção super em conta, que pode ser parcelada mil vezes no cartão. Mas como nem tudo é um abdômen durinho você só consegue marcar a primeira sessão para 6 meses depois e no seu horário de almoço, porque você trabalha 9 horas por dia e depois do expediente a clínica já fechou. Aí você avisa no trabalho que vai dar uma pequena atrasadinha, sai botando os bofes pra fora, se joga no metrô, cai no lado errado da Paulista, acha o prédio, faz cadastro na portaria, entra, preenche uma ficha interminável, e quando é finalmente atendida passa 40 minutos sentindo os “valorosos” efeitos daqueles aparelhinhos de ET no seu corpo. Veste-se correndo, sai esgualepando-se Paulista afora, chega na rua do trabalho ultrapassando mais de 20 minutos do seu horário de almoço e pra não ficar com a barriga vazia e pra não atrasar mais meia hora engole um salgado, enquanto manda sua gastrite calar a boca.
E fim.

4 comentários:

{ Eduardo Machado Santinon } at: 26 de março de 2012 18:32 disse...

É maluco, Paulicéia, essa linda.

{ Klaus Pettinger } at: 26 de março de 2012 19:42 disse...

Hahaha! Eu li em ritmo FF (ou seja, o normal) e ficou muito engraçado! Bom, pelo menos para mim, já que não passei fome...

{ nane } at: 26 de março de 2012 21:13 disse...

Bom, pelo menos a correria - talvez não o tratamento -0 fez efeito... =D

{ Michele Matos } at: 2 de abril de 2012 14:16 disse...

A gastrite tem mais é que calar a boca e respeitar todo o esforço.

 

Copyright © 2010 • ::: salto baixo • Design by Dzignine