Fuga

Quando eu era criança, dizia que ia fugir de casa diante do menor obstáculo. Certa vez, mal saída das fraldas, coloquei umas coisinhas numa sacola, abri a porta e disse que ia 'pa patubanco'! Fiquei uns minutinhos na escada do prédio e logo entrei. Mal sabia eu que, já adulta, também me daria vontade de fugir. Mas, agora, a fuga seria PARA casa. A minha, a nossa, a dela. Pegar as coisas e partir para meu recanto, onde me sinto tão bem. Às vezes, mãe, sinto vontade de fugir pra você. Mas te agradeço por ter me ajudado a voar. Te amo! 

♡♡♡❤❤❤



Este texto é de 3 anos atrás, mas ainda faz muito sentido. À minha mãe guerreira, forte, linda, um Feliz Dia das Mães. De longe te abraço apertado, como queria estar perto.

Comentários

Postagens mais visitadas